Relembrando o verdadeiro Resident Evil – Parte I

Resident Evil, um dos jogos mais aclamados e jogados na era Playstation, foi originalmente lançado com o nome BioHazard no Japão para Sega Saturn, não teve muito impacto na máquina preta da SEGA, mas quando a Capcom decidiu lançar para o PS1 a coisa mudou. As vendas foram muito altas, o notoriedade do jogos ficou altíssima no console da Sony, que na época era o mais vendido(e ficou nesse reinado mais de dez anos).
Resident Evil era algo novo, um jogo sério, com um enredo(não dos melhores hehehe) e gráficos na época muito bons, cenários perfeitos (depois de perceber que eram fotos renderizadas u.u), atmosfera aterrorizante, músicas assustadoras que até hoje são lembradas por fãs e claro o mais importante, zumbis.

Mas os anos se passaram, muitas sequencias foram lançadas do jogo, e aos poucos ele começou a ficar “ultrapassado”, tanto em jogabilidade quanto visual, foi aí que a Capcom decidiu mudar tudo e lançou Resident Evil 4 para Game Cube (logo mais para PS2 também), com uma nova jogabilidade, com a visão atrás do ombro direito do personagem, mira estilo quase em primeira pessoa e um enredo totalmente diferente dos outros da séries, onde foi que “estragou”. Não estou dizendo de maneira nenhuma que a mudança foi ruim, não sou aqueles fãs que não aceitam algo novo, renovado, porém a partir de Resident Evil 4 o jogo deixou de abordar o assunto principal, zumbis! Nessa quarta versão, acontece em um povoado remoto na Espanha, a missão do personagem principal, Leon Kennedy, é de resgatar a filha do presidente dos EUA que foi sequestrada, bem clichê mesmo. Enfim, chegando no povoado ele percebe que os habitantes estão agindo de maneira muito suspeita, até o ponto em que Leon é atacado, ai começa a desencadear um monte de acontecimentos para resultar em sua morte.

Os habitantes do local estão com uma espécie de parasita, que controla as suas mentes e fazem o que, digamos, “Mother Brain” manda, só que eles não são lentos e burros como os clássicos zumbis, eles correm, fazem estratégias e te xingam. Todos parecem seguir uma ceita demoníaca envolvendo esse parasita, mais conhecido como Las Plagas, onde mutações também ocorre nos corpos dos moradores locais, transformando eles em monstros enormes e perigosos.

Resident Evil 4 tem uma atmosfera muito sombria, o jogo é bem grande e tem muita ação, realmente é um ótimo jogo, mas se olhar bem, ele mudou muito do que era pra ser, um Survival Horror, onde você deveria economizar munição para ter como enfrentar os monstros maiores no decorrer do jogo, onde uma plantinha verde era ouro praticamente, enigmas bem elaborados, cenários com vários segredos e portas trancadas, onde você tinha que passar várias vezes pelo mesmo local para destrancar portas ou desvendar mistérios deixados para trás. Praticamente a série virou um Shooter, onde você tem que matar todos os monstros do cenário para pode continuar, munição a vontade e muitas armas a disposição, essa é a nova cara da série, por enquanto…

Vamos ver sobre o primeiro Resident, e um pouco dos demais, onde era uma arma química, o T-Virus, vazada dos laboratórios da Umbrella Corp. na cidade de Raccoon, transformando tudo aquilo em um apocalipse!

Resident Evil 1(PS1):
Assassinatos  envolvendo canibalismo estavam acontecendo nas redondezas de Raccoon City, mais precisamente nas Montanhas Arklay, sendo assim o departamento de policia de Raccoon (R.P.D.) enviou o grupo tático especial S.T.A.R.S. a montanha, primeiro foi Bravo Team investigar, mas depois de algumas horas a R.P.D. perdeu contato com o Bravo, assim enviou o segundo grupo, Alpha Team, liderado por Albert Wesker, atrás do primeiro grupo e também para investigar os estranhos assassinatos. Segundo grupo sobrevoa a floresta até avistar uma fumaça, eles descem lá e é o helicóptero do Bravo com defeito, porém ninguém estava por lá e tinha indícios de luta pelo local. Então eles começam a investigar o lugar, até que Joseph acha uma arma no chão, ao olhar mais de perto, há uma mão segurando ela… somente a mão. Ele grita e assim chama a atenção de cachorros deformados, monstros se preferir, e são fortes e ligeiros, rapidamente matam Joseph e correm atrás do grupo.

Desesperados eles correm floresta a dentro, atirando para trás na sorte de matar alguns deles, até se depararem com uma mansão monstruosa, e é  ai que começa o jogo. Bom, a história é longa, eles se deparam com os moradores da mansão em estado de composição, só que com um detalhe, eles estão andando e querem come-los, todos são Zumbis, lentos e burros mas letais caso consigam pegar alguem.
Mais tarde é descoberto que a mansão Spencer só servia de fachada para encobrir um laboratório da Umbrella, onde ali estavam desenvolvendo um vírus letal, T-Virus, no qual vazou e contaminou todo mundo nos laboratórios e na mansão, e para encobrir tudo isso, a Umbrella enviou um espião dentro do Alpha Team, o próprio capitão Wesker.

Enfim, um jogo de puro terror , você em uma mansão gigantesca, um labirinto, andando perdido dos outros, não sabe o que te espera no outro lado da porta, pouca munição, sem contato por rádio com o resto do grupo, armadilhas em tudo que é lugar e sempre a sensação de estar sendo perseguido (vide os Hunters), fazem os antigos Resident Evil serem para mim(e para muitos), os melhores até hoje.

Quem não se lembra da primeira aparição de zumbi de verdade na série? Clássico demais:

Ou melhor, o primeiro cagaço que o cara toma no jogo:

Confesse, você se borrou nessa parte =P

Também tem muita gente que não sabe, mas a versão Japonesa do game é sem cortes, muito violenta a abertura e cut scenes in game. Confira a abertura original:

Caso você queira se aprofundar na história da séria, clique aqui para baixar os livros dos jogos, eles são bem detalhados e tapam vários furos no enredo  do jogo.

Bom, aqui termina  a primeira parte dessa recordação e talvez indignação por algumas mudanças feitas, mas entendo o mercado e como estava infelizmente não era mais o que ele pedia. Muita coisa eu não falei sobre o primeiro jogo, nem entrei em detalhes dos personagens, por que não estou contando a historia de cada jogo da série, e sim relembrando um pouco como era a idéia principal e as mudanças que ocorreram, há ainda muito o que falar, nem cheguei a comentar ainda sobre o Resident Evil 5

Espero que tenham gostado desse momento um pouco retrô e que também concordem comigo que Resident Evil já não é mais “Resident Evil”…

Publicado em 23/03/2011, em Imagens, Jogos, Vídeos e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. Marcio Roberto

    Infelizmente a série não soube evoluir e adequar-se ao mercado e ao gosto dos jogadores veteranos. Isso mais o desleixo da produtora em lançar jogos com qualidade muito baixa acabou resultando numa má saúde financeira os fazendo ficar loucos pra por as mãos em dinheiro.

  2. Podia rolar um remake. Venderia como água!!!

  3. Excelente! Não só relembrei muito bem a série, quase chorei aqui hahahah, mas como também concordo que a mudança no enredo e no estilo do jogo acabaram com a série. Apesar de hj ela ser mais famosa nada leva das antigas, a não ser os protagonistas e o nome. Realmente me entristeço demais quando relembro dos antigos games da série RE, primeiramente por fazerem parte de minha infância que por si só já me causa uma enorme nostalgia, além disso foi um dos primeiros jogos de terror em que me aventurei, causando mais nostalgia ainda. Ainda continuo a jogar os novos games, que são bons, mas não são melhores que os antigos. Só queria uma coisa: que a série que lançou o survival horror voltasse a ser como era antes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: